Visitando Amsterdam, primeira parada: Museu Van Gogh

Vicent van Gogh, auto-retrato, 1888.

Vicent van Gogh, auto-retrato, 1888.

Olá pessoal! Vou começar uma série de posts sobre Amsterdam. A cidade é simplesmente encantadora! As pessoas são muito simpáticas, atenciosas e prestativas. Todo mundo fala inglês e te dão informação com um sorriso no rosto, muitos chegam a caminhar contigo para te mostrar a direção. As atrações turísticas são bem perto uma da outra e é possível comprar um ticket de 24h para andar no Bus Tram (ônibus elétrico) por € 7,50. Vale muito a pena, você compra direto com o cobrador. A cidade é toda organizada, segura, limpa e cheia de flores. Os canais dão um charme a mais. O clima da cidade é de muita descontração e os preços para alimentação são bem mais baratos que Paris, por exemplo.

Van Gogh Museum. Foto: Adrian Welch.

Van Gogh Museum. Foto: Adrian Welch.

Chegamos em uma sexta-feira no final da tarde e a nossa primeira parada foi o famoso Museu Van Gogh. Nas sextas, ele fica aberto até às 22h, e sempre tem apresentações culturais com DJs, músicos, um bar e sofás para bate-papo. O museu é imenso, tem quatro andares e é possível fotografar apenas duas plotagens, não é permitido fotografar as obras. A exposição permanente conta com 200 obras de Vincent van Gogh, meu artista preferido. Não consigo lembrar o nome da minha professora de artes, mas ela me influenciou muito nessa paixão. Quando estava na 4ª série, estudamos toda a vida de Van Gogh e todo seu sofrimento, mutilação na orelha e suicídio. Lembro que fiquei muito impressionada com a sua triste vida e suas diversas fases como pintor. Ao entrar no museu, cheguei a me arrepiar ao estar frente a frente com os quadros: Sunflowers (Doze girassóis numa jarra, 1888) e The Bedroom (Quarto em Arles, 1888), meus favoritos. A sexta a noite é um dia perfeito para visitar o museu, não pegamos nenhuma fila e podemos admirar tranquilamente as obras de Vicent e de outros artistas. O museu é bem interativo, tem vídeos, áudios e é possível fazer visitas guiadas (acima de 15 pessoas) e com o áudio na sua língua (multimedia guide € 5). 

O museu a noite. Foto: Amanda Corrêa.

O museu a noite. Foto: Amanda Corrêa.

O museu por dentro. Foto: Jan-Kees Steenman.

O museu por dentro. Foto: Jan-Kees Steenman.

O museu a noite. Foto: Amanda Corrêa.

O museu a noite. Foto: Amanda Corrêa.

O museu a noite. Foto: Amanda Corrêa.

O museu a noite. Foto: Amanda Corrêa.

Vincent van Gogh nasceu em Zundert, nos Países Baixos, em 30 de março de 1853. E durante sua breve vida, teve pouco reconhecimento, vendeu apenas uma obra. Seu legado foi mais de 850 pinturas e quase 1.300 obras sobre papel. Aos 37 anos, doente e incerto sobre seu futuro, Vicent entrou em um campo de trigo e deu um tiro no peito com uma pistola no ano de 1890. Sua fama póstuma teve início em 1901 em uma exposição em Paris.

Vicent van Gogh, auto-retrato.

Vicent van Gogh, auto-retrato.

Doze Girassóis numa Jarra, Van Gogh (1888).

Doze Girassóis numa Jarra, Van Gogh (1888).

Serviço:

O quê: Museu Van Gogh.

Categoria: Museu de Arte.

Endereço: Paulus Potterstraat 7, 1071 CX Amsterdam, Países Baixos.

Como chegar: Bus Tram (ônibus elétrico): 2 e 5.

Ingressos: € 15.

Horários: Todos os dias das 9h às 17h. Sextas até às 22h.

Informações: http://www.vangoghmuseum.com

Leve dinheiro para a lojinha do museu, tem coisas fantásticas!

Quarto em Arles, Van Gogh (1888).

Quarto em Arles, Van Gogh (1888).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s